quarta-feira, 29 de abril de 2009

C'est la vie!

Engraçado né...
Quer dizer, acho que não é não... Em um dia está tudo ótimo, já no outro...
Odeio injustiça, com qualquer pessoas, quando é comigo então... quando é com a minha amiga então.. sai de baixo.
Nunca me senti tão prejudicada e injustiçada por fazer o certo, por fazer o que era “o esperado”. Enfim, um dia tudo se acerta... E eu to correndo atrás de mudanças e melhorias.

Ontem ouvi uma música linda e bem dor de cotovelo.


Valsa da Solidão

Onde estava tanta estrela que eu não via
Onde estavam os meus olhos que não te encontrava
Onde foi que pisei e não senti
O ruído de teus passos em meu caminho
Onde foi que vivi
Se nem me lembro se existi antes de você
Ah, foi você quem trouxe essa tarde fria
E essa estrela pousada em meu peito
Ah, foi você quem trouxe todo esse vazio
E toda essa saudade
Toda essa vontade de morrer de amor

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Por isso que eu amo Martha Medeiros

O Amor que a vida trás

“E agora você esta ai, COM ESSE AMOR que não estava nos planos.

Um amor que não é a sua cara, QUE NÃO LEMBRA EM NADA O AMOR SOLICITADO.

E por isso mesmo, um amor que deixa vc em pânico e em ÊXTASE”

Vc gostaria de ter um amor que fosse estável, divertido e fácil.

O objeto desse amor nem precisaria ser bonito,nem rico. Uma pessoa bacana, que te adorasse e fosse parceira ja estaria mais do que bom. Vc quer um amor assim. É pedir muito? Ora, vc esta sendo até modesto.

O problema é que todos imaginam um amor a seu modo, um amor cheio de pré requisitos. Ao analisar o currículo do canditado, alguns itens de fábrica não podem faltar. O seu amor tem que gostar um pouco de cinema,nem que seja para assistir em casa, no DVD.

E seria bom que gostasse dos seus amigos. E precisa ter um emprego seguro. Bom humor, sim, bom humor não pode faltar. Não é querer demais, é? Ninguém esta pedindo um piloto de fórmula 1 ou capa da Playboy. Basta um amor desses fabricados em série, não pode ser tão impossível.

Ai a vida bate á sua porta e entrega um amor que não tem nada a ver com o que vc queria. Será que se enganou de endereço? Não. Esta tudo certinho, confira o protocolo. ESSE É O AMOR QUE LHE CABE. É SEU. Se não gostar, pode colocar no lixo, pode passar adiante, faça o que quiser. A entrega esta feita, assine aqui, e adeus.

E agora vc esta ai, com esse amor que não estava nos planos. Um amor que não é a sua cara, que não lembra em nada o amor solicitado. E, por isso mesmo, um amor que deixa vc em pânico e em extase. Tudo diferente do que vc um dia supôs, um amor que te pertuba e te exige, que não aceita as regras que vc estipulou. Um amor que a cada manhã faz vc pensar que de hoje não passa, mas a noite chega e esse amor perdura, um amor movido por discussões que vc não esperava enfrentar e por beijos para os quais nem imaginava ter tanto fôlego. UM AMOR ERRADO COMO AQUELES QUE DIZEM QUE DEVEMOS APROVEITAR ENQUANTO NÃO ENCONTRAMOS O CERTO, e o certo era aquele que outro que vc havia encomendado, mas a vida, que é pessima em atender pedidos, lhe trouxe esse e confirme-se , saboreie esse presente, esse suspense esse nonsense, esse amor que vc desconfia que nem lhe pertence.

Aquele amor em formato de coração, amor com licor, amor de caixinha, não apareceu.Olhe para vc vivendo esse amor em granel, esse amor escarcéu, nao era bem isso que vc desejava, mas é o amor que lhe foi destinado, o amor que começou por telefone, o amor que começou pela internet, que esbarrou em vc no elevador, O AMOR QUE ERA PRA NÃO VINGAR E VIROU COMPROMISSO, olha vc tendo que explicar o que não se explica, vc nunca havia se dado conta de que o amor não se pede, não se especifica, não se experimenta em loja- ah! este me serviu direitinho!Aquele amor discretinho por vc tão sonhado vai parar na porta de alguem para o qual um amor discretinho costuma ser desprezado, repare em como a vida é austuciosa. Assim são as entregas de amor, todas como se viessem num caminhão da sorte, uma promoção de domingo, um prêmio buzinando lá fora, mesmo vc nunca tendo apostado. AQUELE AMOR QUE VC ENCOMENDOU NÃO VEIO, PARABÉNS! APROVEITE O QUE LHE FOI ENTREGUE POR SORTEIO.

MARTHA MEDEIROS

JORNAL O GLOBO 12/04/09

segunda-feira, 30 de março de 2009

De novo...

O dificil não é lutar por aquilo que mais se quer, e sim, desistir daquilo que mais se ama. Eu desisti, mas nao por medo de lutar, e sim por nao ter mais condiçoes de sofrer!"

quarta-feira, 11 de março de 2009

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Florbela....

"Nunca fui como todos
Nunca tive muitos amigos
Nunca fui favorita
Nunca fui o que meus pais queriam
Nunca tive alguém que amasse
Mas tive somente a mim
A minha absoluta verdade
Meu verdadeiro pensamento
O meu conforto nas horas de sofrimento
não vivo sozinha porque gosto
e sim porque aprendi a ser só..."

Florbela Espanca

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Impossível não chorar com essa música.
Coisa mais linda!
Ela ficou ainda mais bonita pra mim quando li que o Nando Reis escrever essa preciosidade para a filha dele....
Lindo demais.


quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Ouvindo

Vale a pena...





Tava por aí
Olhando, sentindo, te amando e andando
Gozando sempre
Tava mesmo por aí
Dançando, bebendo, correndo, saindo e ficando
Tomando chuva

Mas tudo bem, cê tava por aí também
Mas, tudo bem, eu tava por aí também

E foi assim que eu te encontrei
Bonita, peituda, cheirosa, pedante, teimosa
Fazendo finta
De vez em quando você vem
Chegando, bulindo, aplaudindo, somando e assumindo
Pintando a sete

Mas tudo bem,cê tava por aí também...

Sou Zé Malandro, sou de rua
e bem que eu gosto
São Jorge é quem manda na lua
me disse que eu tudo posso
A vida continua nua e crua
e muito boa
O vento é o leque da pessoa
que andava a toa

Mas tudo bem, cê tava por aí também...

Você me fez acreditar no calor de um amor do passado
que invadiu,já pintou e bordou noutras vidas
Foi refogando a minha alma com ervas daninhas
Molambo,bendita, princesa bonita, formosa que me conquistou
Mas quando o tempo fecha a ponte
eu desponto sem teto
é um pretexto pra você ficar por aí.

Mas tudo bem, tava por aí também...

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009

Sobrevivendo

Estou sobrevivendo....
Um minuto por vez!
Daqui a pouco já vai ter passado a metade de mais um dia!!!!!!!!!

Olhe por mim santinho!!

Vivendo um minuto de cada vez e mega insegura com as possíveis mudanças que podem acontecer...

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Deus me ajude!!!!


A partir de segunda-feira estarei lado a lado deles!

Diria que dividindo a mesma jaula!

Que Deus me ajude.... Deus, Buda, Alah, Axé, Jah e todos os outros.

Vou precisar!!!!

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009

Lugar...

Ontem passei por um lugar. Aquele lugar... o nosso lugar.


Lembrei de cada detalhe, de cada gesto, de cada palavra dita e não dita. Lembrei do cheiro, do gosto, do sorriso, da alegria...


Lembrei das estratégias de fuga, das inúmeras dificuldades, dos anos que se passaram sem que os sentimentos mudassem.


Lembrei de você. Lembrei de mim. Lembrei de nós. Lembrei do que um dia eu já fui.


Me deu saudade... Saudade do que vivi, saudade do que vivemos e principalmente: saudade do que não existiu.

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

O Teatro Mágico

PERTO DE VOCÊ

Quando começar o frio, dentro de nós
tudo em volta parece tão quieto
tudo em volta não parece perto
toda volta parece o mais certo
certo é estar perto sem estar
perto de você, sou tão perto de você, sou tão perto de você.

Quando o tempo não passar, dentro de nós
cada hora é como uma semana
cada novo alô é mais bacana
cada carta que eu nunca recebo
é sempre um motivo pra lembrar

sou tão perto de você

vida amarga, como é doce a dor da palavra dita de tão longe, dita de tão longe, dita de tão longe...

Quando alguém se machucar, dentro de nós
toda culpa parece resposta
nossa busca não parece nossa
nosso dia já não tem mais festa
não tem pressa nem onde chegar

sou tão perto de você

Quando a paz se anunciar, dentro de nós
é porque aquilo que nos cega, mostra um outro lado da moeda
que não apaga as coisas do meu peito
o preço é me fazer acreditar

sou tão perto de você

Vida amarga, como é doce a dor da palavra dita de tão longe, dita de tão longe, dita de tão longe
quando a música acabar, dentro de nós...

domingo, 11 de janeiro de 2009

Lembranças...

Sexta-feira minha mãe se viu em um mega comércio popular. Entrou em várias lojinhas e em várias papelarias.
Quando cheguei em casa ela me contou com um sorriso enorme nos rosto e um brilho no olhar do seu passeio. E no final fez um comentários: "Ah.. foi tão bom. Lembrei tanto de vocês! Da época que íamos comprar material da escola, que você sempre ficava na dúvida na hora des escolher a lancheira e queria todas as canetas. Seu irmão queria escolher cadernos, mesmo sem saber quantos ia usar.. Deu uma saudade!!!!!!!!"

Confesso que depois que ouvi isso também fiquei!
Realmente era um evento comprar material escolar. Sempre tive as canetas mais coloridas e perfumadas, o estojo com mais botões, as lapiseiras mais cheias de frescura... época muito boa!

Sempre agradeço pela fase dificil da minha família ter vindo já na minha adolescencia, eu já estava um pouco mais madura.

Tive uma infância maravilhosa. Sempre cercada de amor, carinho, atenção e em todos os momentos e recodações meus pais sempre aparecem. Sempre!

Fico muito feliz em hoje em dia poder dar certos mimos pra eles. Pequenos ainda, ainda!
Ver a felicidade dos meus pais como presente que demos a eles este ano, a alegria quando vamos almoçar fora.... Isso me faz tão bem!

E se hoje posso fazer isso, é porque eles sempre estiveram comigo.
Graças a Deus!